Oficina amanhã na UFABC (8h em SBC, 19h em STA): "Democracia e sociedade da informação - Urnas eletrônicas de 3a. geração". O prof. @mariogazziro discutirá tecnologias de urnas eletrônicas, e demonstrará um protótipo de urna que ele desenvolveu e visa garantir auditabilidade. pbs.twimg.com/media/DkqWwQLWsA

Follow

@miguelsvieira um argumento interessante: urnas eletrônicas têm programas de computador - software - logo, existe um movimento político filosófico e sociológico - do qual faço parte - que defende, dentre outras coisas, que estes programas devem ser , que não tem relação com grátis ou simples transparência, mas sim de empoderar o usuário FINAL por várias gerações. O movimento defende que computadores não devem ser usados para REGISTRO dos votos. @lxoliva

assim ficou parecendo que você tava me citando. não lembro de ter falado isso, mas não me surpreenderia inteiramente se eu tivesse falado assim ;-)

@lxoliva É que peguei o gancho das palestras que deste nos últimos e outra que Richard Stallman deu, onde este detalha que o registro é a parte mais problemática (sendo que, segundo ele, após o registro , a contagem deveria se dar por no mínimo dois métodos: um manual e outro por computador). Depois eu passo o link desta referência.

@adfeno oi Adonay, só vi agora, desculpe. Tamo junto, concordo em linhas gerais (e também me considero parte do movimento software livre). O Mario também defende software livre; o software que ele demonstrou ainda não tem licença, mas provavelmente só porque ainda é protótipo - o código está disponível em github.com/mariogazziro/UrnaEl.

@adfeno O modelo tecnológico que ele adota baseia-se na contagem usando papel, e cumpre com o requisito sugerido pelo Stallman nesse texto que você mencionou: "use paper for voting. Make sure there are ballots that can be recounted". Esse artigo descreve a tecnologia: researchgate.net/publication/3

Sign in to participate in the conversation
Ecologia Digital

Mastodon da Ecologia Digital.

Construindo o ambiente digital público ~ comum ~, em prol de um ‘movimento ambiental para a rede [Internet]” -> #ecodigital

"Tal como o meio-ambiente, o domínio público (ou comum) precisa ser 'inventado' antes de ser salvo." - James Boyle, criador do ‘ambientalismo para a rede